Perfil das Microfranquias Brasileiras

Quando um empreendedor resolve optar pelo sistema de franquias, um dos maiores questionamentos é em relação ao modelo que se deve investir.

Um modelo que vem chamando muito a atenção é o de microfranquias.

Cada vez com mais destaque no cenário nacional, as microfranquias tem se mostrado a ‘queridinha’ dos pequenos empreendedores.

Isso se deve ao fato de as microfranquias terem um custo bem mais baixo e acessível, e ainda com um porte inferior em relação às franquias convencionais.

 

Entendendo um pouco de franquia…

O sistema de franquia consiste em uma cessão de direito de uso de uma marca e modelo de negócio.

A estrutura também é semelhante, que aliada aos produtos comercializados confere a você o status de franqueado.

A franquia, ou atividade de franchising, é regulamentada no Brasil através da Lei nº 8.955 de 1994.

Em suma, a empresa passa a ser um produto quando se transforma em franquia, quando começa a comercializar sua marca.

 

As microfranquias

As microfranquias seguem a mesma linha das franquias convencionais.

O que realmente as diferencia, é o porte e o custo inicial do investimento, pois o conceito é exatamente igual.

Para diferenciar franquia de microfranquia, um dos critérios estabelecidos foi a de que para a microfranquia, o investimento total inicial não pode ultrapassar R$ 90.000, valor de referência para 2017.

 

Microfranquia: o investimento total inicial não pode ultrapassar R$ 90.000

 

(Referência Microfranquias – Guia de Orientação ABF / SEBRAE 2014, Indicadores: Banco Mundial)

O que é preciso ter em mente é que os lucros das microfranquias também não são altos.

Na verdade, acompanham o investimento.

Se o investimento é baixo, o lucro tende a ser também.

Claro que há exceções, mas a gestão em que ser primorosa.

Outra característica das microfranquias é o fato do empreendedor, na maioria das vezes, ser o único a trabalhar no negócio.

Também tem como particularidade não precisar de um ponto comercial ou fixo.

A microfranquia pode funcionar no estilo home based, ou seja, com base em casa, o que é muito vantajoso quando se fala de custo operacional.

 

 

As microfranquias em números

  • Segundo dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising), em 2016, das 557 redes de microfranquias, quase 80% delas operavam exclusivamente nesse modelo.
  • Dentre todas as redes que ainda não trabalham no formato de microfranquias, 36% estudam a possibilidade de expandir para o modelo nos próximos anos.
  • Dentre as redes que atuam em mais de um formato, 58% atuam como microfranquia.
  • Em redes que atuam nos dois formatos, o custo de para montar a microfranquia é inferior 3x ao da franquia convencional.

Microfranquias - Investimento inicial médio do franqueado

  • Por ter um investimento inicial mais baixo, o prazo de retorno é menor, em média 12 meses.

Microfranquias - Estimativa para o retorno do investimento inicial

  • Apesar de concentrar 59% das suas lojas em shoppings e ruas, as microfranquias têm destaque acentuado para outros locais e Home Office, representado por 39% das lojas, isso para redes com os dois modelos.

Microfranquias - Localização das unidades

  • Em cidades entre 100.001 e 300.000 habitantes, é onde está concentrado o maior número de unidades de redes exclusivamente de microfranquias. A seguir, vem as cidades com mais de 500.000 habitantes. Isso é prova que microfranquia não é coisa de cidade pequena.
  • A atividade que predomina nos negócios é a comercial:

Microfranquias - Atividade predominante do franqueado

  • Em qualquer modelo, seja franquia convencional ou microfranquia, a faixa etária dominante é entre 26 e 35 anos, seguido pelas pessoas entre 36 e 45 anos, e depois pelas pessoas entre 46 e 55 anos.
  • As pessoas com ensino superior completo são as que mais empreendem e se tornam franqueados.

Microfranquias - Escolaridade predominante do franqueado

  • A retirada mensal (pró labore) média dos franqueados fica entre R$ 3.600 e R$ 3.800, mas isso depende muito do ramo e de quanto tempo você poderá dedicar ao negócio.

Microfranquias - Pró labore médio mensal dos franqueados de microfranquias

  • 80% das redes oferecem o modelo de microfranquia para todos os tipos de público. 13% são oferecidos a novos franqueados.
  • 56% das redes com os dois modelos, não possui uma estrutura exclusiva para atendimento às microfranquias.
  • Em 31% dos casos das redes que trabalham somente no modelo de microfranquia, elas superam a marca de 100 unidades.

 

Vantagens das microfranquias

Como já comentado, uma das maiores vantagens é o baixo investimento para se começar o negócio.

O rápido retorno do investimento é outro ponto determinante para as pessoas escolherem esse modelo.

Não ter obrigatoriedade de estar fixo em algum ponto comercial, conseguindo reduzir o custo operacional é outra prerrogativa para optar por uma microfranquia.

Empresas renomadas já disponibilizam suas marcas para esse modelo, logo, você terá uma segurança maior, o que não quer dizer que não terá riscos.

Mas a chance de alcançar o sucesso partindo desse princípio, é bem maior.

 

Conclusão

As microfranquias se tornaram uma ótima saída para os pequenos empreendedores e investidores que desejam ter o próprio negócio.

O perfil está diretamente relacionado à característica do empreendedor, e é isso que vai diferenciar o sucesso da derrota.

Por todos esses motivos aqui expostos, está cada vez mais claro que esse modelo de negócio deixou de ser uma promessa e passou a ser uma realidade faz tempo.

Maria Luiza Brufatto
Maria Luiza Brufatto
Palestrante, Especialista em gestão de vendas, com forte atuação no comercial de empresas nas áreas de Varejo, Arquitetura e Construção Civil, Indústria, Atacado e Franchising.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CANSADO DE CONTEÚDOS SUPERFICIAIS?

Receba conteúdos e materiais REALMENTE ÚTEIS sobre franquias

Fique tranquilo, não faremos SPAM e nem venderemos seu email.