Como abrir uma Franquia de Poke Havaiano

Franquia de Poke Havaiano

Você está interessado em abrir um negócio, mas não sabe qual o segmento mais indicado para potencializar os seus talentos?

Talvez, por outro lado, você já tenha decidido que o seu ramo é a alimentação, mas ainda não tenha a ideia de em que se especializar.

Se é um empreendedor, é natural que você já tenha ouvido falar e já pesquisou o tema “franchising“.

Deve, também, ter ciência de que há milhares de franquias de alimentação espalhadas pelo Brasil, algumas obtendo bastante sucesso e atravessando sem sustos a interminável crise econômica que se abate sobre nossa terra.

O que nós queremos abordar aqui é uma nova tendência.

Como você deve saber, tendências são grandes oportunidades quando identificadas logo no começo.

Aqueles que primeiro identificam as oportunidades tendem a se estabelecer com mais facilidade, lucrar mais e consolidar posição no mercado, inclusive com vistas a novas abordagens comerciais.

Falando em tendências e oportunidades, a última novidade no mercado da gastronomia é o poke havaiano.

 

Poke Havaiano

Trata-se de um prato típico do Havaí, que divide traços com algumas receitas japonesas.

O poke havaiano é um prato feito com peixe cru cortado em cubos, servido numa tigela, acompanhado de arroz ou folhas, molho, geralmente shoyu, frutas e algas.

A novidade chegou ao Brasil em 2016, mas, curiosamente, não teve seu ponto de propagação em cidades litorâneas, como sugere a ligação com o surfe e a origem do prato, que já é febre também na Califórnia, EUA.

O poke havaiano ganhou espaço em São Paulo, Porto Alegre e Curitiba.

O fato de ser uma combinação leve e nutritiva de ingredientes conquistou muitos fãs.

A versão mais próxima do original havaiano é feita com arroz Gohan (o mesmo usado no sushi japonês) ou folhas, acompanhado de atum cru marinado em uma mistura de óleo de gergelim e shoyu, fatias de abacate, gergelim e algas.

Há, no entanto, outras versões, que levam ingredientes como salmão cru e variações de frutas.

Como é uma novidade, que ainda está na fase de expansão e reconhecimento pelo consumidor.

Investir em franquia de poke havaiano pode se tornar um grande negócio, sobretudo em regiões em que a demanda ainda é embrionária.

 

Aprenda tudo aquilo que ninguém lhe conta sobre Franquias

 

Por que franquia?

O franchising é um modelo de negócio baseado na expansão através de concessão a terceiros do direito de explorar a marca já consagrada.

Cabe ao terceiro pagar por isso e manter um padrão, que é a chave do sucesso do negócio original e o caminho para uma expansão segura, que beneficie a todos os envolvidos (franqueador, franqueado e consumidor).

Por estar estabelecido sobre esses paradigmas, o sistema de franchising cobre os franqueados de todos os cuidados para que a franquia seja bem sucedida.

Desde o treinamento em processos e atendimento, cuidado com a identidade visual, supervisão e suporte permanentes, além de escala com a rede de fornecedores.

A grande vantagem para o franqueado é que não cabe a ele desenvolver um conceito de negócio, mas aprender a administrar um conceito já implementado, testado e bem sucedido, o que aumenta de forma expressiva a possibilidade de sucesso.

Em síntese, ao franqueado cabe dispor de dois ativos.

O primeiro deles é dispor do capital necessário para o investimento inicial na franquia.

O segundo é ter muita disposição para trabalhar.

O fato de ser uma franquia não muda o fato de ser um negócio, que, como outro qualquer, exige dedicação, empenho e responsabilidade do dono para dar certo.

 

História do Poke Havaiano

Poke, para os havaianos, significa fatiar, cortar.

A versão original do prato é feita à base de atum levemente marinado.

O fato de ser levemente marinado o distingue do sashimi, prato japonês, e o leve cozimento à base do ácido do limão distingue o ceviche, prato peruano, do cru havaiano.

Aliás, o uso do peixe cru está ligado à influência japonesa, assim como os principais pratos havaianos são resultado da mistura de diversas tradições culinárias, particularmente asiáticas, mas também americanas.

Para melhor conhecer a culinária havaiana, vale a pena explorar o “The Food of Paradise: Exploring Hawaii´s Culinary Heritage“, um livro exclusivo sobre culinária havaiana, escrito pela historiadora inglesa Rachel Laudan.

 

Onde comer Poke Havaiano

São Paulo é, sem dúvida alguma, a melhor aposta para quem quer conhecer a iguaria havaiana.

É onde há maior concentração de estabelecimentos oferecendo o prato, mas é possível encontrar alternativas pelo menos em Curitiba, Porto Alegre e Rio de Janeiro.

 

Mr Poke

Fica no bairro de Pinheiros.

Foi o primeiro restaurante da capital paulista a se especializar no poke havaiano.

Os sócios, por um acaso, são surfistas, trouxeram a receita diretamente do Havaí e começaram a servir através de um food truck, a que se seguiu a fundação do restaurante no número 1811 da Avenida Brigadeiro Faria Lima.

As porções vão de R$ 26,00 (vegetariana) a R$ 38,00 (com salmão).

 

Poke Poke

Apesar de ter chegado depois do Mr Poke, foi o primeiro a se expandir, através do sistema de franquia.

Os pontos são em Cerqueira César, na Padre João Manuel, 57, em Pinheiros, na Rebouças, 3970, dentro do Shopping Eldorado, e na Bela Vista, na Av. Paulista, 854, dentro do Top Center Shopping.

A franquia Poke Poke tem serviço de delivery e o já comum “faça você mesmo”, em que ele próprio pode montar o seu poke em diversos volumes, de 200 ml a 600 ml.

 

Hi Pokee

O diferencial do Hi Pokee é o ambiente, localizado numa vila tranquila da Augusta, no bairro Cerqueira César, com mesas disposta ao ar livre num belo jardim.

No Hi é possível, também, montar a própria tigela, por valores que vão de R$ 29,00 a R$ 32,00.

 

Poke’s

O Poke´s fica localizado na cidade de Porto Alegre, no Trend City Center, um espaço exclusivo de culinária havaiana.

 

Ohana Poke & Rolls

É outra opção na cidade de Porto Alegre, comandada por coreanos, que fica na Av. Mariland, 965, bairro Auxiliadora.

 

Franquias de Poke Havaiano

Como você já deve ter observado, o poke havaiano ainda é uma demanda em fase introdutória, um negócio ainda pouco explorado.

Mesmo assim, já conta com sua primeira e, por enquanto, única rede de franchising, que é a franquia Poke Poke, estabelecida em São Paulo, contando com quatro franqueados na cidade e pensando em expansão.

 

checklist-ponto-comercial-banner

 

O mercado de Franquias de alimentação

Sobre o mercado de franquias de alimentação, os números são, realmente, estimulantes.

São mais de 25 mil unidades de franquias especializadas em alimentação no país.

O crescimento em 2015, já no período de crise, foi de 10% nesse segmento, que é o mais numeroso entre os sistemas de franquia.

Dentro do mercado de franquias de alimentação, o destaque são as franquias de restaurante, fast food e lanchonetes, que representam a maior fatia do segmento.

A tendência é de que cada vez mais o mercado de alimentação se volte para oferecer opções saudáveis, uma vez que há na sociedade uma mudança no nível de consciência acerca da importância de nutrir o corpo adequadamente.

Outra tendência que deve ser levada em conta por quem quer entrar nesse ramos de negócio são as plataformas digitais de delivery, uma solução excelente para o consumidor, que dará vantagem competitiva aos estabelecimentos que a adotarem.

 

Maria Luiza Brufatto
Maria Luiza Brufatto
Palestrante, Especialista em gestão de vendas, com forte atuação no comercial de empresas nas áreas de Varejo, Arquitetura e Construção Civil, Indústria, Atacado e Franchising.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CANSADO DE CONTEÚDOS SUPERFICIAIS?

Receba conteúdos e materiais REALMENTE ÚTEIS sobre franquias

Fique tranquilo, não faremos SPAM e nem venderemos seu email.