5 cuidados ao abrir uma franquia de alimentação

5 cuidados ao abrir uma franquia de alimentação

A franquia de alimentação vem sendo a principal alternativa daqueles que buscam investimentos em franchising, porém fique atendo a alguns cuidados ao abrir uma franquia de alimentação.

Um dos motivos que explicam a procura, diz respeito a manutenção da performance deste setor acima do PIB brasileiro e a estabilidade apresentada em meio ao cenário econômico nacional e internacional.

O faturamento deste segmento ultrapassa os R$ 20 bilhões anuais e é um dos mais rentáveis em franquias.

Só para você ter uma ideia, cerca de 40% da população brasileira dos principais centros urbanos realizam as suas refeições fora de casa, justificando assim, o tamanho do sucesso que esse tipo de negócio apresenta.

No entanto, como em qualquer outro setor, a franquia de alimentação exige estudo e pesquisa por parte dos empreendedores e há 5 cuidados fundamentais aos quais os investidores devem estar atentos antes de dar início aos negócios no setor alimentício.

Continue lendo esse post e descubra:

  • Como anda o mercado de alimentação no Brasil;
  • Cuidados que você precisa tomar ao abrir uma franquia de alimentação.

Confira!!!

 

Como anda o mercado de alimentação no Brasil

Pesquisas realizadas pelo IFB – Instituto Foodservice Brasil -, nos últimos anos, revelam que quase 40% da população dos principais centros urbanos brasileiros realizam as suas refeições fora de casa.

Alguns dos motivos dados pelos entrevistados da pesquisa permeiam a praticidade e a conveniência fornecida por restaurantes ou uma franquia de alimentação para a realização das refeições nas grandes cidades.

Os dados da pesquisa revelam ainda que os principais restaurantes e franquias alimentícias estão localizados na região sudeste, sendo seguido pela região sul, centro-oeste, nordeste e norte do Brasil.

O constante crescimento e desenvolvimento de cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, por exemplo, apresentam território favorável à instalação de uma franquia de alimentação, sem contar que esta é uma excelente oportunidade para explorar territórios da região nordeste e norte do Brasil, no que diz respeito à alimentação.

Com números tão expressivos, não restam dúvidas de que investir em uma franquia de alimentação é a melhor opção para quem deseja ter um negócio próprio.

Além do baixo impacto perante à crise econômica internacional, são também infinitas as possibilidades de alimentos, locais e regiões.

Por isso, atente-se aos cuidados que precisa ter antes de abrir uma franquia alimentícia.

 

5 cuidados ao abrir uma franquia de alimentação

Considerando as potencialidades do setor, o primeiro cuidado que você deve tomar ao abrir uma franquia de alimentação é:

 

1) Entender o seu público alvo

Entender a quem se destina o seu produto e quem será o consumidor final de todos os seus esforços – considerando não apenas o alimento, mas também a publicidade envolvida, o atendimento dado ao cliente e demais questões que permeiam o seu negócio – é o segredo para o sucesso de seus negócios.

O conhecimento de público alvo permite que sejam desenvolvidas campanhas mais assertivas para atrai-los, dentro das expectativas que possuem ao buscar por locais para a realização de suas refeições, tornando-o consumidor fiel do seu produto.

Além disso, saber onde está o seu público alvo é também o segredo para escolher a melhor localização para a sua franquia.

 

2) Escolha do ponto comercial

A instalação de uma franquia pode ser dada próximo a centros comerciais, residenciais, escritórios, igrejas ou escolas.

O que deve ser considerado aqui é a forma que a escolha do local interferirá em todo o planejamento de negócios.

Neste momento, o estudo prévio sobre o público alvo auxiliará na escolha.

Mas além disso, é importante também que ele seja capaz de atingir a população que habita ou transita pelos arredores.

Nessa hora, vale ficar atento à concorrência potencial ou existente, as próprias condições sanitárias do local e as vias de acesso a ele.

Por regra, o segredo para a escolha adequada do local deve considerar:

  • O fluxo de pessoas;
  • A acessibilidade;
  • A segurança;
  • A sinalização;
  • A iluminação.

A presença de estacionamento é um bônus, mas estar de acordo com normas de higiene e limpeza da Vigilância Sanitária é fundamental.

 

checklist-ponto-comercial-banner

 

3) Cuidados com a Higiene e Licenças

Recomenda-se nesta etapa a contratação de um contador profissional para cuidar das questões referentes ao registro, as licenças e aos alvarás necessários ao funcionamento do negócio.

Para dar início a um empreendimento no mercado de franquia de alimentação, é necessário registrar a empresa na Junta Comercial, na Secretaria da Receita Federal (para a criação do CNPJ), na Secretaria da Fazenda e na Prefeitura do Município.

É necessário também realizar o enquadramento sindical patronal e o cadastramento no INSS/FGTS.

A obtenção do alvará de licença sanitária é fundamental para o funcionamento do negócio e é preciso que o local esteja em concordância com o Código Sanitário.

 

4) Controle de Estoque

Referente ao estoque, é importante que você fique atento a alguns detalhes antes mesmo de dar início a uma franquia alimentícia.

O primeiro deles é na compra de grandes quantias de alimento e o segundo é o risco de comprar uma quantia menor do que você vai necessitar para atender a sua demanda diária.

Para o primeiro caso, é sempre importante lembrar que os produtos alimentícios possuem prazos de validade curtos (salvo exceções).

A compra de quantias maiores que a necessária, implica em estoque parado – correndo o risco de ser perdido -, e a uma não reposição do dinheiro investido.

Já a compra de quantidades menores, pode impactar na margem de lucro da empresa, uma vez que a compra de produtos individuais geralmente saem mais caro.

Não sendo possível realizar a compra de última hora, o cliente ainda ficará insatisfeito com os seus serviços, impactando assim na imagem da empresa.

Para que problemas como esses sejam evitados, o planejamento e a análise dos dados reais da empresa são fundamentais para manter o controle do estoque.

A recomendação final é buscar sempre por múltiplos fornecedores e encontrar os menores preços.

 

5) Sazonalidade

No ramo alimentício, entender a sazonalidade dos produtos é a garantia para economizar na hora de realizar a compra dos produtos.

Ao saber quando ocorre a maior incidência de uma matéria-prima, tem-se a fórmula para aproveitar os menores preços e planejar o cardápio.

Com o devido planejamento, é possível optar por cardápios que incluem os produtos que tenham o menor teor de custo e proporcionam percentual de lucro suficiente para manter o equilíbrio financeiro dos negócios.

Entre as franquias de alimentação, as franquias de sorvete são as grandes beneficiadas pela sazonalidade.

Na primavera, encontram os melhores preços do morango.

Já no verão, há o figo, a maçã, o pêssego, o maracujá, a melancia e a uva.

No outono, a goiaba e o caqui e no inverno, a laranja e a bergamota.

As franquias de sorvete possuem a seu favor o chocolate – conhecido por seu calor, é comum em temperaturas mais frias -, e aliar a produção de sorvetes a recursos como caldas de chocolate quente e outros produtos que tornem o negócio lucrativo mesmo em períodos de menor procura.

 

Conhecendo os principais riscos ao investir em uma franquia de alimentação, tome os devidos cuidados e desenvolva a sua estratégia dentro de padrões indicados para a prosperidade no setor alimentício.

Maria Luiza Brufatto
Maria Luiza Brufatto
Palestrante, Especialista em gestão de vendas, com forte atuação no comercial de empresas nas áreas de Varejo, Arquitetura e Construção Civil, Indústria, Atacado e Franchising.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CANSADO DE CONTEÚDOS SUPERFICIAIS?

Receba conteúdos e materiais REALMENTE ÚTEIS sobre franquias

Fique tranquilo, não faremos SPAM e nem venderemos seu email.